Literatura no rádio: programas abordam a obra “O mulato”, requisitada para o vestibular da Uema 2019

Os estudantes que vão participar do próximo vestibular da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) podem contar com o apoio didático de programas de rádio para a prova de Literatura.

Duas entrevistas com análise da obra “O mulato”, do escritor maranhense Aluísio Azevedo, já estão disponíveis em áudio, produzidas por acadêmicos da disciplina Roteiro para Rádio, no primeiro semestre de 2018.

Clique aqui para ouvir a entrevista com o professor Arnaldo Gomes de Sousa e aqui para ouvir o docente Marco Rodrigues.

“O mulato” é uma das leituras obrigatórias para o vestibular da Uema, denominado Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (Paes). O poema “Morte e Vida Severina”, de João Cabral de Melo Neto; e “Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna, também são leituras cobradas no Paes 2019.

Professor Arnaldo Gomes de Sousa (Foto: O Imparcial/YouTube

As análises sobre “O mulato”, livro publicado em 1881, foram feitas pelos professores (veja currículo abaixo) Arnaldo Gomes de Sousa e Marco Rodrigues, convidados do programa Sala de Rádio, um recurso didático criado pelo professor do curso de Rádio e TV da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Ed Wilson Araújo.

Durante o programa Sala de Rádio, os estudantes da disciplina Roteiro para Rádio praticaram entrevistas e exercitaram a redação de texto para o rádio, gravação e edição de audio. Neste primeiro semestre, toda a disciplina teve como foco “O mulato”, considerada a obra inaugural do naturalismo no Brasil.

Professor Marco Rodrigues (Foto: Rogério Rocha)

As entrevistas com os professores Arnaldo Gomes de Sousa e Marco Rodrigues exploram temas predominantes em “O mulato” no contexto do naturalismo, fazendo vinculações com a atualidade.

Os principais temas abordados na análise da obra são preconceito racial, provincianismo e conservadorismo em São Luís no século XIX, relação entre o naturalismo e o cientificismo, sexualidade, decadência moral, feminicídio, narrativa com descrição minuciosa e as aproximações e contrapontos entre o naturalismo e o romantismo.

Além das entrevistas editadas, os estudantes da disciplina Roteiro para Rádio produziram programas curtos, na média de cinco minutos, com recortes sobre os principais temas abordados pelos professores Arnaldo Gomes de Sousa e Marco Rodrigues.

Um dos objetivos da produção radiofônica sobre a obra “O mulato” é demonstrar a força do gênero educativo-cultural no rádio, articulando conhecimentos nas áreas de Comunicação e Educação.

Os professores convidados foram entrevistados pel@s estudantes Barbara Liz Silva Souza, Danielen Pereira Saraiva, Geovane Borges Camargo, Kaio Teixeira Lima, Laecio de Sousa Fontenelle, Leonardo Sá Mendonça, Livia Lima Pereira, Marcelo Matheus Rodrigues, Maria Beatriz Benetti Veloso, Marileide Santos Lima, Matheus Vinicius Silva Monteiro, Ramon Aurélio Rodrigues da Silva, Mogagi Meta Ribeiro Braga, Valdo Tavares de Almeida, Vivian Karoline Nunes Tavares de Almeida e Wesley Santos Silva.

Veja o currículo dos professores entrevistados

Arnaldo Gomes de Sousa é proprietário do curso de redação Hipertexto, tem Licenciatura Letras (Português e Literatura), especialização em Docência do Ensino Superior e Literatura Brasileira. É professor do Ensino Médio nas escolas O Bom Pastor e Literato e também nos pré-vestibulares Evolução, One, Up, Júris, Albert Einstein e Mérito.

Marco Rodrigues é graduado em Filosofia (UFMA / Faculdade Entre Rios do Piauí – FAERPI), mestrando em Teoria Literária / UEMA. Filósofo e escritor, autor das obras “O Absoluto: mudança dos tempos e o desvanecimento do ser” e “Fragmentos da Angústia: crise, decadência e contemporaneidade”. Professor de Filosofia das redes pública e privada. Membro organizador do Café Pensante na AMEI (Associação Maranhense dos Escritores Independentes).

Paulinas promove mesa redonda sobre “fake news”

Como parte das celebrações do 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais, a Editora Paulinas realiza uma sessão de diálogo com o tema “Notícias falsas e Jornalismo de paz”, inspirado no versículo “A verdade vos tornará livres” (Jo 8,32)

O evento acontece neste sábado (12 de maio), das 10h às 11h50, no auditório Paulinas Livraria, na Rua de Santana, 499, Centro, em São Luís, com acesso gratuito.

A mesa redonda será mediada pelo jornalista, radialista e professor Gilberto Mineiro, com os seguintes debatedores:

Ed Wilson Ferreira Araujo, doutor em   Comunicação (2016) pela PUCRS, mestre em Educação (2004), graduado em Jornalismo (1993) na Universidade Federal do Maranhão (UFMA). É professor do Departamento de Comunicação – Curso de Rádio e TV, na UFMA. Fundador e atual presidente da Abraço (Associação Brasileira de Rádios Comunitárias) no Maranhão.

Vera Lúcia Rolim Sales, doutora em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2008), professora colaboradora do Programa de pós-Graduação em Cultura e Sociedade. Tem experiência na área de Comunicação, Educomunicação, Comunicação e Cultura de Paz, Comunicação Comunitária, Mobilização Social e Sociologia. Atua como voluntária coordenando o projeto Comunicapaz, que trabalha com jovens na faixa de 14 a 24 anos, no bairro da Vila Embratel.

Robson Júnior, radialista e instrutor de oratória, atualmente produz e apresenta os programas de rádio “Mania matinal” e “Repórter Difusora”.

Padre Ricardo Moreira, comunicador e pároco da paróquia Sagrado Coração de Jesus, do bairro Bequimão.

Ricardo Alvarenga, dutorando e mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (Umesp). Vice-Coordenador do Grupo de Pesquisa Comunicação e Religião da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom).