“Rumbora Marocar” promove educação política e checagem de informações nas eleições de São Luís

Criada pelo coletivo Re(o)cupa – atuante desde 2016 em São Luís, com foco na democratização da arte, cultura e educação através de novas perspectivas coletivas -, a campanha “Rumbora Marocar” fará sua estreia nas Eleições Municipais de São Luís em 2020, como um projeto de educação política popular e de verificação de conteúdo.

“Rumbora Marocar” terá uma plataforma digital oficial, que funcionará como ferramenta democrática indispensável e atuará na formação política dos cidadãos, na medida em que coloca o debate de projetos políticos e sociais e apresenta a possibilidade de importantes mudanças neste período, além de contribuir na ampliação de conhecimento aos ludovicenses sobre o processo eleitoral.

O site oficial da campanha estreia dia 20 de setembro e será disponibilizada inicialmente por um ano, podendo ser utilizada para mais ações sobre o âmbito político institucional da ilha. Acesse em: www.rumboramarocar.com.br.

A campanha será realizada de setembro a dezembro de 2020, com foco em promover o debate sobre o conteúdo produzido entre os eleitores do município de São Luís (todo e qualquer cidadão a partir dos 16 anos).

Para Deuza Brabo, uma das organizadoras da campanha, entre os propósitos da “Rumbora Marocar” está o de ofertar mecanismos para que a população detenha conhecimentos e exerça a cidadania através do voto com maior consciência nas eleições municipais de São Luís. “Com o Rumbora [Marocar], queremos a criação e a disseminação de conteúdos informativos e educacionais, sempre com uma linguagem clara e de fácil entendimento. Estamos comprometidos em realizar este projeto trabalhando com a realidade dos fatos e distante de interesses particulares e partidários. Nossa missão é propiciar um melhor entendimento tanto da política institucional quanto da política local”, afirmou.

Ao todo, serão 75 dias de informações sobre a conjuntura política ludovicense, seu embate e análise de seus discursos e diálogos, buscando levar coerência e transparência para a população. “Através de lives, matérias especiais e inéditas e uma forte campanha nas redes sociais, seguiremos, por quatro meses, instigando o debate sobre temas em discussão na cidade a fim de incentivar a população a participar ativamente, criando espaços de diálogo com os principais usuários das cidades”, pontuou Kadu Vassoler, também organizador da plataforma, que ressalta ainda a realização de cinco programas interativos (lives/ao vivo) com convidados especialistas para debater sobre temas da cidade. 

Com dois eixos de atuação, “Rumbora Marocar” atuará da seguinte forma: no Eixo 1, intitulado “Rumbora”, irá disseminar conteúdo de forma acessível e com linguagem popular sobre os cargos em disputa nas eleições municipais, fornecendo conteúdo relativo aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, elucidando sobre as competências atinentes aos respectivos cargos, com produção de matérias jornalísticas a respeito da conjuntura política de São Luís, contexto histórico e atualidades e disponibilização de materiais gráficos como cartilhas e materiais em audiovisuais dos bastidores, objetivando ensinar o passo-a-passo sobre o modo como é feito a checagem de notícias; já no eixo 2, chamado “Marocar”, o objetivo será averiguar notícias, declarações e materiais publicados pelos candidatos a prefeito durante o período da Campanha Eleitoral, como uma forma de qualificar o debate público por meio da apuração jornalística, checagem do grau de autenticidade das informações, além de identificar incoerências a partir da análise aos planos de governo e das competências atribuídas ao cargo, com análise dos Planos de Governo apresentados pelos candidatos à Prefeitura de São Luís que tenham sido devidamente registrados junto ao TRE, realização do perfil do candidato (histórico político) e verificação quanto a autenticidade das informações propagadas pelos candidatos ao cargo de prefeito em São Luís, durante a campanha política.

Eleições em São Luís

A história de São Luís é marcada pela presença de uma oligarquia que se mantém com a utilização patrimonialista da máquina pública e impede a inserção de novos grupos na disputa eleitoral e ameaçam o Estado Democrático de Direito. Dados do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) revelam que, dentre os 31 vereadores eleitos em 2016, 25% deles somam mais de 100 anos ocupando cadeira na câmara de vereadores do município de São Luís.

Para Karoline Ramos, que fecha o tripé de criação da campanha ao lado de Kadu e Deuza, evidenciar estes dados sedimenta a importância de se implementar iniciativas que fomentem a participação popular nas eleições municipais de São Luís como uma estratégia combativa à manutenção da estrutura posta perpassando a garantir a práxis concreta, em que o exercício do educar-se politicamente deve ser prioridade.

“É preciso combater a veiculação de informações falaciosas em torno das campanhas eleitorais dos candidatos a prefeito e fornecer conteúdos informativos de fácil entendimento pela população como um caminho a ser percorrido dentro de uma estratégia combativa aos modelos postos. E é por isso que a ‘Rumbora Marocar’ se faz extremamente importante e necessária”, explanou.

Para mais informações sobre a campanha “Rumbora Marocar”, via e-mail reocupa@gmail.com e/ou (98) 99968-2033 (Assessoria de Comunicação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *