São Pedro dos Crentes (parte 2): cidade evangélica é o último reduto de José Sarney no sul do Maranhão

O Blog do Ed Wilson publica hoje a segunda reportagem da série sobre a cidade evangélica São Pedro dos Crentes. Saiba como atua o prefeito anti-comunista e veja os resultados eleitorais de 2018

Política e púlpito são assuntos indissociáveis na longínqua São Pedro dos Crentes, município de 4.651 habitantes (IBGE, 2018) encravado no sul do Maranhão, a 758 km de São Luís, com 3.889 eleitores. A cidade fundada por evangélicos da Assembleia de Deus tem um forte traço conservador, espelhado nas sucessivas votações de candidatos da extrema direita.

O prefeito Lahésio Bonfim (PSDB) é o principal pregador do anti-comunismo e trava uma batalha solitária contra o governador Flavio Dino (PCdoB). Na eleição de 2018 para o governo do Maranhão o tucano declarou voto em Roseana Sarney (MDB). “Não tem mais lugar nesse Maranhão para comunista. Eu nunca mais vou deixar de votar nos Sarneys. Nunca mais vou deixar de acompanhar o Lobão, o João Alberto”, asseverou.

Assista no video abaixo a declaração de apoio do prefeito à então candidata Roseana Sarney.

Nem mesmo a distribuição dos cargos de capelão aos evangélicos (veja aqui) amainou a fúria conservadora dos líderes da Assembleia de Deus contra o governador comunista.

A promessa de Bonfim apareceu nas urnas. Roseana Sarney teve 75,76% dos votos (2.163 eleitores) contra 14,75% (421 votos) de Flávio Dino.

Candidatos ao Senado, Sarney Filho e Edson Lobão também tiveram expressivo apoio do eleitorado de São Pedro dos Crentes, com votação de 39,30% (2.150 eleitores) e 34,86% (1.907 eleitores), respectivamente.

Eliziane Gama (PPS), candidata evangélica oficial da Assembleia de Deus, ficou em terceiro lugar no Senado, com apenas 13,12% (718 votos) na cidade. O quarto colocado foi Weverton Rocha (PDT) e obteve 8,44% dos votos válidos (462 eleitores).

Apoiados pelo governador Flávio Dino, Gama e Rocha foram eleitos ao Senado derrotando os candidatos da família liderada por José Sarney.

O revés do voto evangélico no Senado chegou também à disputa da Assembleia Legislativa. Candidato preferido da Assembleia de Deus em São Pedro dos Crentes, pastor Cavalcante (PROS) obteve apenas 73 votos dos irmãos e ficou em quinto lugar entre os mais votados na cidade. Quem ‘bombou’ nas urnas para deputado estadual foi Adriano Sarney (PV). Ele teve 61,59% dos votos válidos (1.825 eleitores). Reeleito, Adriano é neto de José Sarney e primogênito de Sarney Filho.

Para deputado federal outro sarneísta liderou com folga a votação entre os evangélicos. Victor Mendes cravou 61,91% dos votos válidos, obtendo a preferência de 1.832 eleitores.

Veja na tabela abaixo os seis candidatos mais votados para a Câmara Federal em São Pedro dos Crentes:

candidato(a) votos % votos válidos situação
Victor Mendes (MDB) 1.832 61,91 suplente
Deoclides Macedo (PDT) 393 13,28 suplente
Sebastião Madeira (PSDB) 270 9,12 suplente
Marcio Jerry (PCdoB) 83 2,81 eleito
Josivaldo Melo (PHS) 42 1,42 suplente
Zé Carlos (PT) 30 1,01 eleito

De todo o visual de São Pedro dos Crentes, ainda causa impressão a quantidade de cartazes do candidato Adriano Sarney colados nas paredes das casas na sede do município.

Cartazes da dobradinha sarneísta apoiada pelo prefeito ainda estão afixados
em muitas casas de São Pedro dos Crentes

Mistura das cidades fictícias Macondo e Sucupira, São Pedro dos Crentes é terra fértil para o realismo fantástico de Gabriel Garcia Márquez, autor do clássico “Cem anos de solidão”; e a escrita sarcástica de Dias Gomes na sempre atual novela “O bem amado”.

A cidade marcada pela vida religiosa da Assembleia de Deus tem vários bares e logo no acesso à rua principal um campeonato de sinuca animava evangélicos e crentes desviados com bebida, cigarro e música forrozeira.

Leia a primeira reportagem aqui

Bibliocracia: Deus mandou votar em Bolsonaro

A tendência conservadora tem duas fontes de inspiração: os pastores e o prefeito, também evangélico. O rebanho é tocado pelas orientações dos pregadores e, simultaneamente, alimentado nas relações fisiológicas características da maioria das cidades do Maranhão, tornando o eleitorado refém dos mandatários.

Combinados, o prefeito devoto e os pastores impõem uma força eleitoral imbatível. Em 2014, por exemplo, São Pedro dos Crentes foi a única cidade do Maranhão a dar a vitória ao presidenciável Aécio Neves (PSDB) no Maranhão, estado onde a candidata Dilma Roussef (PT) teve a maior votação proporcional do Brasil.

Dilma teve 78,76% dos votos válidos, contra 21,24% de Aécio no Maranhão. A petista recebeu votos de 2.475.762 eleitores, enquanto o tucano levou 667.517.

Mas, em São Pedro dos Crentes Aécio Neves (PSDB) ganhou por pouco: teve 50,10% dos votos válidos (1.256 dos eleitores) contra 49,90% de Dilma Roussef (1.251 votos).

Em quatro anos, a tendência do voto anti-PT cresceu na onda conservadora que levou Jair Bolsonaro à Presidência da República. São Pedro dos Crentes foi uma das três cidades do Maranhão onde o candidato do PSL ganhou a eleição logo no primeiro turno, com 50,93% dos votos, enquanto Fernando Haddad obteve 37,53%. No segundo turno os candidatos alcançaram, respectivamente: 57,49% x 42,51%.

Pastor Manoel Lima explica o voto em Bolsonaro: “Deus direcionou!”

Na cidade onde o prefeito e todos os vereadores são evangélicos, o eleitorado é regido por uma espécie de bibliocracia. O pastor presidente da Comadesma (Convenção dos Ministros das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus no Maranhão) em São Pedro dos Crentes, Manoel Lima de Sousa, apresentou um argumento curto e grosso para justificar o comando de voto dos evangélicos para o presidenciável Jair Bolsonaro, em 2018. “A palavra de Deus, a bíblia sagrada, o livro dos livros, tem resposta para todas coisas que nós imaginarmos. Ela já nos informa que todas as autoridades são constituídas por Deus, inclusive nosso presidente. E assim sendo, Deus direcionou ao povo votar no Bolsonaro.  E assim Deus fez dele o nosso presidente”, atestou.

Em São Pedro dos Crentes existem 21 congregações da Assembleia de Deus, ministério Comadesma, sendo três na sede e das demais na zona rural.

Anti-comunista de fachada

“Vocês conhecem os meus vídeos e sabem que têm um destino: o Palácio dos Leões”. A frase de efeito está registrada em um dos muitos recados do prefeito Lhaésio Bonfim para Flávio Dino. Dizendo-se vítima de perseguição, o gestor que também canta nas igrejas é o único a confrontar publicamente o governador em discursos fartamente compartilhados nas redes sociais.

Na base do governador, a réplica é disparada pelo assessor da Secretaria de Comunicação e Assuntos Políticos (Secap) na região de Balsas (sul do Maranhão), Valdir Oliveira de Sousa, o Valdir Preto.

Aliado de Flávio Dino, o assessor Valdir Preto monitora o prefeito Lhaésio Bonfim em São Pedro dos Crentes

Membro da Assembleia de Deus (Ministério Madureira), nascido em São Pedro dos Crentes e originário de uma comunidade remanescente de quilombo, Valdir Preto afirma que o prefeito vem apresentando sinais de enriquecimento ilícito e mantem relações clientelistas e alto nível de fisiologismo na gestão.

Antes de ser prefeito, o médico Lahésio Bonfim chegou a apoiar Flávio Dino na corrida para o Palácio dos Leões, em 2014, mas mudou radicalmente quando percebeu a onda conservadora crescente no meio evangélico e associou-se à família Sarney e ao bolsonarismo.

O prefeito controla a Câmara Municipal, composta por oito vereadores, todos evangélicos. Valdir Preto denuncia que a gestão é minada por favores e serviços contratados em troca de apoio dos edis, como empregos, cargos e aluguel de carros para a administração municipal.

Prefeito Lhaésio dispara a metralhadora giratória contra Flávio Dino

Sobre os cartazes de Adriano Sarney afixados ao longo da cidade, Valdir Preto explica: “As pessoas eram obrigadas a votar para segurar o emprego. Se não botasse o cartaz na porta já tinha perdido o emprego. E como São Pedro dos Crentes quase todo mundo é da mesma família o prefeito conseguiu ludibriar, botar na vasilha dele e dizer ‘ou você vota com meu candidato ou está fora do emprego’. Isso é a razão de ele ter tirado esse tanto de votos.”

O contraste entre o desempenho de Adriano Sarney (1.825 votos) e do pastor Cavalcante (73 votos) na eleição de deputado estadual contradiz a máxima bíblica de que os fiéis devem seguir os pastores. O irmão Cavalcante é presidente da Assembleia de Deus (Ministério Comadesma), fez campanha na cidade e participou de comício com pastores, mas os votos minguaram.

Teria sido traição?

Para o advogado Neuton Coelho dos Santos, filho de Zequinha Coelho (2007-2010), o primeiro prefeito da cidade após a emancipação, a votação em massa ao Adriano Sarney é fruto de uma polarização. “O prefeito conseguiu jogar toda a comunidade evangélica contra o governador”, decifrou.

Ele avalia que São Pedro dos Crentes é um campo fértil para o conservadorismo devido às peculiaridades da disputa eleitoral e o prefeito soube capitalizar o cenário, discursando para os evangélicos, a favor da família e determinado ao rompimento com o governador do PCdoB. Assim, o prefeito percebeu a onda conservadora e fez campanha aberta para Bolsonaro.

Sobre os cartazes de Adriano Sarney nas portas das casas, Neuton Santos interpreta como “um carimbo” que demarca o território eleitoral e ajusta os interesses ao voto de cada pessoa.

3 comentários em “São Pedro dos Crentes (parte 2): cidade evangélica é o último reduto de José Sarney no sul do Maranhão”

  1. Eu gostei muito da publicação dessa afranta ao cran Sarneyzista, o Maranhão precisa de mais nove Edwilson Araújo, porque um já tem. Bom, a minha finalidade é pedir a sua autorização. Desculpas eu nem me apresentei meu nome é Carlos André gatinho eu sou radialista de rádio comunitária e já estou nesta minha paixão que é o rádio há uns 15 anos e atualmente estou fazendo parte da rádio portal dos lençóis FM 90.9, aqui em apicum-acu, e eu apresento o “programa bom dia “, das 8:30 às 11:30 de segunda a sexta-feira. E gosto muito de envar na comunicação e dou sempre o melhor ao ouvinte e eu estava procurando um bom tema para uma série e eu acho que já encontrei, lendo esse seu texto. Só preciso da sua autorização.

    1. olá Carlos André, muito grato pela sua participação e fique à vontade para ler os textos do blog. Abraços a todos que fazem a rádio comunitária Portal dos Lençóis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *