Dia Estadual do Terço dos Homens será comemorado neste domingo

A comunidade católica do Maranhão irá comemorar o primeiro ano da Lei Estadual que inclui o Dia do Terço dos Homens no calendário de eventos do Maranhão, a ser comemorado, anualmente, no último domingo do mês de abril.

A celebração acontece neste domingo (24), às 7 horas, no Aterro do Bacanga (Memorial São João Paulo II).

A lei nº 11.497 foi sancionada no dia 17 de junho de 2021 pelo ex-governador do Maranhão, Flávio Dino, e é de autoria da deputada Helena Duailibe, que tem o objetivo de promover atividades com a finalidade de ampliar e estimular a prática da oração do terço.

“Estou muito feliz que neste domingo, iremos celebrar o Dia Estadual do Terço dos Homens. É uma homenagem e um reconhecimento a este movimento da igreja Católica que mais cresce no Brasil. No Maranhão, também não é diferente. São centenas de grupos do TH espalhados em todo o estado”, destacou a parlamentar.

Para comemorar este dia especial, acontecerá uma missa em Ação de Graças, às 7h, no Memorial São João Paulo II, local onde o  papa João Paulo II presidiu uma santa missa campal em terras ludovicenses há 30 anos.   

A celebração eucarística será presidida pelo diretor espiritual do Terço dos Homens e pároco da Igreja de Santo Antônio no Centro de São Luís, padre Clemilton.

“Esta lei é muito importante para todos nós que fazem parte do Terço dos Homens, pois nos apoia e fortalece o movimento, visto que o TH está crescendo não só no nosso estado, mas em todo Brasil. Ressalto que já tinha o Dia Nacional do Terço dos Homens, agora temos uma data para celebrarmos no Maranhão”, frisou o coordenador Arquidiocesano do Terço dos Homens de São Luís, Antônio Teles. 

Terço dos Homens

O primeiro grupo do Terço dos Homens surgiu em Itabi (Sergipe), em 1934, fundado pelo frei Pelegrino.

O grupo existe até hoje, mantendo com fidelidade o compromisso assumido há mais de 80 anos. O Terço dos Homens tem a missão de resgatar para o seio da igreja de Cristo, homens de todas as idades, pois a presença masculina na igreja é imprescindível para a formação da família e de uma sociedade cristã.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.