Jornalismo de excelência: conheça os vencedores do Prêmio Vladimir Herzog

A comissão organizadora do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos divulgou os trabalhos vencedores de sua 43ª edição. Veja a sessão gravada aqui.

A 43º edição contou com 700 inscrições, divididas entre sete categorias: Arte (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Produção Jornalística em Texto, Vídeo, Áudio, Multimídia e Livro-Reportagem.

Na categoria Arte, venceu a charge de Zé Dassilva. O trabalho (imagem destacada) é uma referência crítica aos desfiles de motocicletas dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, denominadas motociadas, sem uso de máscaras e provocando aglomerações.

Entre os premiados estão trabalhos produzidos em meios de comunicação alternativos e da mídia tradicional.

Um das produções com menção honrosa na categoria Produção Jornalística em Áudio é da rádio Brasil de Fato (BdF) e aborda a situação de crianças refugiadas que utilizam um programa de mídia sonora para dialogar sobre as suas realidades no contexto da migração forçada por guerras, fome, mudanças climáticas e perseguição política.

Outros trabalhos premiados trataram de feminicídio, LGBTfobia, alimentação no cárcere, moradia, reforma agrária, meio ambiente e políticas de combate às drogas.

O site The Intercept Brasil venceu e também obteve menção honrosa na categoria “Produção Jornalística em Texto”. Um dos trabalhos abordou a violência do conglomerado alimentício Maratá contra uma comunidade de camponeses no Maranhão. O outro investigou a relação entre a prostituição e as gerações de crianças sem pai durante a construção da usina hidrelétrica de Itaipu.

A cerimônia de premiação será realizada na próxima segunda-feira (25.out.2021), das 20h às 21h30, pelo Youtube do Prêmio Vladimir Herzog. Neste ano, os jornalistas Neusa Maria Pereira e Alex Silveira receberão o troféu símbolo do Prêmio. Abdias Nascimento e José Marques de Melo são os homenageados in memoriam.

Outros dois eventos compõem a programação do PVH. No sábado (23.out.2021), às 10h, o encontro na praça Vlado Herzog, contará com atividades de dança, poesia, música e literatura. No domingo (24.out.2021), das 17h às 19h, os vencedores do Prêmio participam da tradicional Roda de Conversa virtual sobre os bastidores de suas reportagens.

O jornalista Vladimir Herzog, Vlado, como era conhecido, foi assassinado pela ditadura militar no Brasil (1964 a 1985) no dia 25 de outubro de 1975. A criação do prêmio em homenagem a ele visa manter viva a chama do Jornalismo e da memória da luta pelos direitos humanos e democracia no Brasil.

A comissão organizadora do Prêmio Vladimir Herzog é formada pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Sociedade Brasileira dos Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo, Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo, Conectas Direitos Humanos, Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Nacional), Ordem dos Advogados do Brasil  – Seção São Paulo,  Periferia em Movimento e Instituto Vladimir Herzog.

Confira os vencedores 43º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

Arte

VENCEDOR

Título: Motociatas (link)
Autor: Zé Dassilva 
Veículo: Diário Catarinense

MENÇÃO HONROSA

Título: LGBTfobia está atrelada ao processo de colonização? (link)
Autores: Norberto Liberator; Marina Duarte Maidana; Aline Correia Antonini
Veículo: Revista Badaró

Fotografia

VENCEDORES

Título: Grito do Subúrbio (link)
Autor: Brenno Farias 
Veículo: O Globo

Título: Paradoxo amazônico: 66% dos piores municípios do Brasil estão na Amazônia (link)
Autores: Tarso Sarraf; Renato Tavares; Cleo Soares; Daniel Nardin
Veículo: O Liberal

MENÇÃO HONROSA

Título: Jacarezinho (link)
Autor: Mauro Pimentel
Veículo: Revista Badaró

Produção Jornalística em Áudio

VENCEDOR

Título: O prato do preso (link)
Autores: João Peres; Marina Yamaoka; Victor Matioli; Victor Oliveira; Denise
Matsumoto; Amanda Flora
Veículo: O Joio e o Trigo

MENÇÃO HONROSA

Título: Crianças refugiadas discutem no Radinho BdF o direito de migrar (link)
Autores: Camila Salmazio; Lua Gatinoni; Sarah Fernandes
Veículo: Brasil de Fato

Produção Jornalística em Multimídia

VENCEDOR

Título: Estado alterado (link)
Autores: Paula Leite; Fernando Sciarra; Mariana Goulart; Luciana Coelho; Marcelo Leite; Lalo de Almeida; Sylvia Colombo; Fabiano Maisonnave; Ana Estela de Sousa Pinto; Fernanda Mena; Patrícia Campos Mello; Fábio Zanini; Thiago Amâncio; Eduardo Anizelli; Gustavo Queirolo; Simon Ducroquet; Irapuan Campos; Rubens Fernando Alencar; Danilo Verpa; Rogério Pilker
Veículo: Folha de S. Paulo

MENÇÃO HONROSA

Título: Mercúrio, uma chaga na floresta (link)
Autores: Gustavo Faleiros; Bram Ebus; James Alberti; Tom Laffay; Ewald Scharfenberg; Marcos David Valverde; Kate Wheeling; Sonia Bridi; G. I.Sutherland; Wilfred Leeuwin; Sam Cowie; Fabiano Villela; Mônica Reolom; Cristine Kist; Fillipi Nahar; Patricia Marcano; Laura Clisanchez; Marcelo Marques
Veículo: InfoAmazonia + Fantástico + Armando.info 

Produção Jornalística em Vídeo

VENCEDOR

Título: Eles Matam Mulheres (link)
Autores: Vanessa Lorenzini; Laíze Câmara; Claudia Machado; Daiane Alioto; Laura Cantal; Marici Capitelli; Plinio Delphino; Marici Arruda; Sidney Turaça; Nilo Moraes; Tadeu Vicentin; Adriano Tavares; Jorio Silva; Ricardo Ramiro; Valdecy Messias; José Antonio Lippo; Jefferson Alves; Henrique Bacana; Marilia Assef; Leão Serva
Veículo: TV Cultura

MENÇÃO HONROSA

Título: Parou por quê? A reforma agrária no governo Bolsonaro (link)
Autores: Carlos Juliano Barros; Caue Angeli; Ana Magalhães
Veículo: Repórter Brasil/UOL

Produção Jornalística em Texto

VENCEDOR
Título: Café com pólvora (link)
Autora: Sabrina Felipe
Veículo: The Intercept Brasil

MENÇÃO HONROSA

Título: Os filhos de Itaipu (link)
Autor: Mauri König
Veículo: The Intercept Brasil

Livro-Reportagem

VENCEDOR

Título: Brasil, construtor de ruínas – Um olhar sobre o país, de Lula a Bolsonaro (link)
Autora: Eliane Brum
Veículo: Arquipélago Editorial | RS

Com informações do site da Abraji – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.