China anuncia fundo de R$ 1,29 bilhão para apoiar proteção da biodiversidade de países em desenvolvimento

Fonte: Site Chinadaily

O presidente Xi Jinping participou, na terça-feira (12), por meio de um link de vídeo, da cúpula dos líderes da 15ª reunião da Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (COP15). Na ocasião, ele fez um discurso de abertura. Veja os principais aspectos abordados pelo líder chinês:

Sobre cooperação internacional verde

– A comunidade internacional deve aumentar a cooperação, construir consenso e reunir forças para construir uma comunidade de toda a vida na Terra;

– Os países precisam dar as mãos e iniciar uma nova jornada de desenvolvimento de alta qualidade para a humanidade;

– As atividades humanas devem ser mantidas dentro dos limites da ecologia e do meio ambiente;

– O direito internacional deve ser tomado como base para defender um sistema de governança internacional justo e equitativo;

– Os esforços devem ser concentrados na melhoria do bem-estar das pessoas para promover a equidade e a justiça social;

– Os novos objetivos de proteção ambiental definidos pelas pessoas devem ser ambiciosos, por um lado, e pragmáticos e equilibrados, por outro;

– Devemos nos esforçar para permitir que a transição verde impulsione o desenvolvimento sustentável global;

– A cooperação internacional verde precisa ser intensificada e os frutos do desenvolvimento verde devem ser compartilhados entre todos os países;

– Devemos garantir resultados ganha-ganha em crescimento econômico e proteção ambiental;

– Os países em desenvolvimento precisam de apoio na recuperação da economia, protegendo o meio ambiente;

– A China investirá 1,5 bilhão de yuans (cerca de US $ 233 milhões) para estabelecer o Fundo de Biodiversidade de Kunming. O fundo será usado para apoiar países em desenvolvimento na proteção da biodiversidade. A China apela e dá as boas-vindas a todas as partes para que façam contribuições para o fundo;

– A primeira fase dos grandes projetos de energia eólica e fotovoltaicos da China em áreas desérticas, com uma capacidade instalada de aproximadamente 100 milhões de quilowatts, iniciou recentemente a construção;

– Para atingir seu pico de carbono e metas de neutralidade, a China lançará planos de implementação para elevar as emissões de dióxido de carbono em áreas e setores-chave, bem como uma série de medidas de apoio;

– China desenvolverá vigorosamente energia renovável;

– A China está se movendo mais rapidamente para estabelecer um sistema de áreas protegidas, com parques nacionais como o principal;

– Com área de terra protegida de 230.000 quilômetros quadrados, o primeiro lote de parques nacionais da China abriga quase 30 por cento das principais espécies de vida selvagem terrestre do país;

– A China começou a construir um sistema de jardins botânicos nacionais em lugares como Pequim e Guangzhou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.