Tornar Lula elegível não basta. Sergio Moro tem de ser investigado

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), ao anular as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos processos da Lava Jato, não pode funcionar como cortina de fumaça para esconder outras situações igualmente graves no curso do golpe de 2016 que se estendeu até à condenação e prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva

Lula já entrou condenado em um processo fraudulento orquestrado pelo então juiz Sergio Moro e a Lava Jato.

Sergio Moro tem de ser investigado pelas arbitrariedades cometidas ao longo de um processo de cartas marcadas.

Cabe também ampla investigação sobre o procurador Deltan Dallagnol e os seus colaboradores. As mensagens entre procuradores da Lava Jato reveladas inicialmente pelo site The Intercept Brasil são o fio da meada para compreender como esses supostos juristas atropelaram as regras do Direito para forjar uma condenação sem provas.

Imagem destacada / O procurador da República Deltan Dallagnol e o ex-juiz federal Sergio Moro / Crédito: Jorge Araújo/ Folhapress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.