Vacina: BRICS ganha força e ofusca o bolsonarismo capacho dos EUA

A batalha entre a Ciência e o negacionismo vai sendo travada no contexto da geopolítica internacional.

O negacionismo bolsonarisa capacho dos Estados Unidos teve até agora dupla derrota.

Donald Trump foi varrido da Casa Branca e seu capacho-mor Jair Bolsonaro está desidratando diante da vitória da vacina em todo o mundo.

No cenário global, o protagonismo da Ciência e da vacina vem sendo assumido pelos países integrantes do BRICS – acordo internacional formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, alguns desses figurando entre os principais fornecedores de vacinas e insumos para combater a covid-19.

Juntos, os cinco países emergentes do BRICS representam cerca de 42% da população, 23% do PIB, 30% do território e 18% do comércio mundial.

O imperialismo dos EUA perde força diante do crescimento da China. Essa tendência motiva, por exemplo, o discurso de ódio proferido pelo bolsonarismo contra tudo que diz respeito ao protagonismo chinês no mundo.

No entanto, após o banimento de Donald Trump da Casa Branca, Bolsonaro está engolindo a seco a vacina, a China e o oxigênio da Venezuela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *