Literatura no rádio: programas abordam a obra “O mulato”, requisitada para o vestibular da Uema 2019

Os estudantes que vão participar do próximo vestibular da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) podem contar com o apoio didático de programas de rádio para a prova de Literatura.

Duas entrevistas com análise da obra “O mulato”, do escritor maranhense Aluísio Azevedo, já estão disponíveis em áudio, produzidas por acadêmicos da disciplina Roteiro para Rádio, no primeiro semestre de 2018.

Clique aqui para ouvir a entrevista com o professor Arnaldo Gomes de Sousa e aqui para ouvir o docente Marco Rodrigues.

“O mulato” é uma das leituras obrigatórias para o vestibular da Uema, denominado Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (Paes). O poema “Morte e Vida Severina”, de João Cabral de Melo Neto; e “Auto da Compadecida”, de Ariano Suassuna, também são leituras cobradas no Paes 2019.

Professor Arnaldo Gomes de Sousa (Foto: O Imparcial/YouTube

As análises sobre “O mulato”, livro publicado em 1881, foram feitas pelos professores (veja currículo abaixo) Arnaldo Gomes de Sousa e Marco Rodrigues, convidados do programa Sala de Rádio, um recurso didático criado pelo professor do curso de Rádio e TV da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Ed Wilson Araújo.

Durante o programa Sala de Rádio, os estudantes da disciplina Roteiro para Rádio praticaram entrevistas e exercitaram a redação de texto para o rádio, gravação e edição de audio. Neste primeiro semestre, toda a disciplina teve como foco “O mulato”, considerada a obra inaugural do naturalismo no Brasil.

Professor Marco Rodrigues (Foto: Rogério Rocha)

As entrevistas com os professores Arnaldo Gomes de Sousa e Marco Rodrigues exploram temas predominantes em “O mulato” no contexto do naturalismo, fazendo vinculações com a atualidade.

Os principais temas abordados na análise da obra são preconceito racial, provincianismo e conservadorismo em São Luís no século XIX, relação entre o naturalismo e o cientificismo, sexualidade, decadência moral, feminicídio, narrativa com descrição minuciosa e as aproximações e contrapontos entre o naturalismo e o romantismo.

Além das entrevistas editadas, os estudantes da disciplina Roteiro para Rádio produziram programas curtos, na média de cinco minutos, com recortes sobre os principais temas abordados pelos professores Arnaldo Gomes de Sousa e Marco Rodrigues.

Um dos objetivos da produção radiofônica sobre a obra “O mulato” é demonstrar a força do gênero educativo-cultural no rádio, articulando conhecimentos nas áreas de Comunicação e Educação.

Os professores convidados foram entrevistados pel@s estudantes Barbara Liz Silva Souza, Danielen Pereira Saraiva, Geovane Borges Camargo, Kaio Teixeira Lima, Laecio de Sousa Fontenelle, Leonardo Sá Mendonça, Livia Lima Pereira, Marcelo Matheus Rodrigues, Maria Beatriz Benetti Veloso, Marileide Santos Lima, Matheus Vinicius Silva Monteiro, Ramon Aurélio Rodrigues da Silva, Mogagi Meta Ribeiro Braga, Valdo Tavares de Almeida, Vivian Karoline Nunes Tavares de Almeida e Wesley Santos Silva.

Veja o currículo dos professores entrevistados

Arnaldo Gomes de Sousa é proprietário do curso de redação Hipertexto, tem Licenciatura Letras (Português e Literatura), especialização em Docência do Ensino Superior e Literatura Brasileira. É professor do Ensino Médio nas escolas O Bom Pastor e Literato e também nos pré-vestibulares Evolução, One, Up, Júris, Albert Einstein e Mérito.

Marco Rodrigues é graduado em Filosofia (UFMA / Faculdade Entre Rios do Piauí – FAERPI), mestrando em Teoria Literária / UEMA. Filósofo e escritor, autor das obras “O Absoluto: mudança dos tempos e o desvanecimento do ser” e “Fragmentos da Angústia: crise, decadência e contemporaneidade”. Professor de Filosofia das redes pública e privada. Membro organizador do Café Pensante na AMEI (Associação Maranhense dos Escritores Independentes).

Comissão de Acessibilidade do CCSo/UFMA é um espaço de interlocução para as pessoas com deficiência, explica a professora Carolina Libério

O blog publica hoje a quarta entrevista da série “pessoa com deficiência”. A entrevista, realizada no Laboratório de Rádio, é uma atividade prática da disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio, do curso de Rádio e Televisão (RTV) da UFMA.

Nesse programa, os estudantes Ricardo Cadilhe e Naasson Junior dialogam com a professora Carolina Libério, representante do Departamento de Comunicação Social na Comissão de Acessibilidade do Centro de Ciências Sociais (CCSo) da UFMA.

Ouça a entrevista aqui

Segundo Carolina Libério, a Comissão de Acessibilidade do CCSo pode ter um importante papel na negociação em busca da melhoria nas condições de acessibilidade na UFMA. “Acredito que a gente se organizando, não apenas os docentes, mas também uma organização dos discentes, a gente consiga chamar a atenção para alguns setores da Universidade sobre aspectos da infraestrutura. Infelizmente dentro da instituição pública a gente tem que lidar com a burocracia, às vezes com a dificuldade de conseguir recursos e às vezes com uma certa displicência de parte dos setores da Universidade na aplicação desses recursos”, detalhou.

Carol Libério reconhece o esforço político na sociedade brasileira para incluir as pessoas com deficiência e avalia que esse processo é refletido dentro da universidade. Ela foi motivada a participar da Comissão de Acessibilidade do CCSo porque está ministrando aula para três alunos com deficiência em duas disciplinas diferentes e sentiu a necessidade de buscar interlocução sobre a situação desses estudantes fora da sala de aula.

A professora referenciou o aprendizado coletivo que vem tendo na comissão e junto à comunidade universitária e enfatizou o desafio metodológico de aproximar ao máximo os conceitos de sala de aula dos alunos com deficiência. Para Libério, é fundamental desconstruir o preconceito sobre os limites no trato das pessoas que apresentam algum tipo de deficiência.

Carol Libério falou também sobre a atuação da Comissão de Acessibilidade do CCSo e destacou o papel dessa instância como espaço de interlocução e reivindicação da comunidade universitária para construir ambientes de sociabilidade e infraestrutura adequada para as pessoas com deficiência.

Sala de Rádio

O programa “Sala de Rádio” é um recurso didático criado pelo professor do curso de RTV, Ed Wilson Ferreira Araújo, com o objetivo de conectar os conteúdos teóricos às atividades práticas, utilizando os equipamentos disponíveis no Laboratório de Rádio.

Durante a disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio, no semestre 2018.1, os estudantes exercitam a técnica de apresentação de programa jornalístico, precedido das atividades de produção: seleção e enquadramento do tema, contato com a fonte, recepção da fonte, condução da entrevista e direção.

Ao longo deste semestre (2018.01), os estudantes da disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio planejam, executam, acompanham e avaliam a produção de programa com pautas focadas no tema “pessoa com deficiência”.

Os alunos são responsáveis pela apresentação e edição das entrevistas e/ou programas.

Além da professora Carolina Libério, outras fontes vinculadas ao tema “pessoa com deficiência” já foram entrevistadas pelos estudantes e os arquivos de áudio estão sendo disponibilizados neste blog.

Ao final da disciplina, os alunos vão produzir programas especiais sistematizados a partir das informações colhidas nas entrevistas realizadas durante o semestre.

Descrição: duas mulheres estão em fila indiana. A mulher que está atrás põe uma venda nos olhos da que está à frente. Foto: Marcus Elicius

Estudantes com deficiência visual avaliam a receptividade e assistência no cotidiano da UFMA

O blog publica hoje a terceira entrevista da série “pessoa com deficiência”. A entrevista, realizada no Laboratório de Rádio, é uma atividade prática da disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio, do curso de Rádio e Televisão (RTV) da UFMA.

Nesse programa, apresentado pelo estudante de RTV e deficiente visual Jeckson Ferreira, foram convidados dois estudantes cegos: Mauricio Marques, do curso de RTV; e Ronilson Almeida, graduando em Jornalismo.

Ouça o programa aqui

Eles abordaram a receptividade e o tratamento que vêm recebendo na Universidade Federal do Maranhão (UFMA). O programa procurou explorar as qualidades e as dificuldades enfrentadas pelos estudantes com deficiência no dia a dia do campus do Bacanga.

Mauricio Marques e Ronilson Almeida fizeram referência à solidariedade dos estudantes e dos professores, que vêm buscando se aproximar dos alunos com deficiência para integrá-los nas atividades pedagógicas e sociais.

Eles também apontaram algumas carências no atendimento do Núcleo de Acessibilidade (Nuaces), vinculado à pró-Reitoria de Ensino, que tem a missão de garantir o ingresso e a permanência da pessoa com deficiência na UFMA.

Mauricio Marques é músico happer e Ronilson Almeida é atleta de goalball. Saiba mais sobre esse esporte aqui.

Sala de Rádio

O programa “Sala de Rádio” é um recurso didático criado pelo professor do curso de RTV, Ed Wilson Ferreira Araújo, com o objetivo de conectar os conteúdos teóricos às atividades práticas, utilizando os equipamentos disponíveis no Laboratório de Rádio.

Durante a disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio, no semestre 2018.1, os estudantes exercitam a técnica de apresentação de programa jornalístico, precedido das atividades de produção: seleção e enquadramento do tema, contato com a fonte, recepção da fonte, condução da entrevista e direção.

Ao longo deste semestre (2018.01), os estudantes da disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio planejam, executam, acompanham e avaliam a produção de programa com pautas focadas no tema “pessoa com deficiência”.

Os alunos são responsáveis pela apresentação e edição das entrevistas e/ou programas.

Além de Mauricio Marques e Ronilson Almeida, outras fontes vinculadas ao tema “pessoa com deficiência” já foram entrevistadas pelos estudantes e os arquivos de áudio estão sendo disponibilizados neste blog.

Ao final da disciplina, os alunos vão produzir programas especiais sistematizados a partir das informações colhidas nas entrevistas realizadas durante o semestre.

Descrição da imagem: portal da entrada principal do campus do Bacanga, com uma coluna central que funciona como guarita e duas colunas laterais. Da estrutura central estendem-se duas marquises sustentadas pelas estruturas laterais.

Imagem baixada neste site

Professor com baixa visão fala sobre as dificuldades de enxergar e as suas limitações no cotidiano

O blog publica hoje a segunda entrevista da série “pessoa com deficiência”. A entrevista, realizada no Laboratório de Rádio, é uma atividade prática da disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio, do curso de Rádio e Televisão (RTV) da UFMA.

Nesse programa o estudante de RTV, Pablo Habibe, já graduado em Jornalismo, entrevistou Junerlei Dias de Moraes, professor do Departamento de Comunicação Social, no curso de RTV.

O professor Junerlei Moraes tem “baixa visão”. Diferente do cego, que não enxerga, a pessoa com baixa visão possui de 5% a 30% de visão em seu melhor olho mesmo após intervenções cirúrgicas ou uso de óculos comuns. As pessoas com baixa visão têm 70% da visão comprometida por algum motivo.

Junerlei Moraes foi diagnosticado com um tipo de catarata denominada “opacificação do cristalino mononuclear retroversa”, que provoca várias limitações na visão e consequentemente no desempenho das atividades como professor e na vida cotidiana.

Ouça o programa integral aqui

Sala de Rádio

O programa “Sala de Rádio” é um recurso didático criado pelo professor do curso de RTV, Ed Wilson Ferreira Araújo, com o objetivo de conectar os conteúdos teóricos às atividades práticas, utilizando os equipamentos disponíveis no Laboratório de Rádio.

Durante a disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio, no semestre 2018.1, os estudantes exercitam a técnica de apresentação de programa jornalístico, precedido das atividades de produção: seleção e enquadramento do tema, contato com a fonte, recepção da fonte, condução da entrevista e direção.

Ao longo deste semestre (2018.01), os estudantes da disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio planejam, executam, acompanham e avaliam a produção de programa com pautas focadas no tema “pessoa com deficiência”.

Os alunos são responsáveis pela apresentação e edição das entrevistas e/ou programas.

Além de Junerlei Dias de Moraes, outras fontes vinculadas ao tema “pessoa com deficiência” já foram entrevistadas pelos estudantes e os arquivos de áudio serão brevemente disponibilizados neste blog.

Ao final da disciplina, os alunos vão produzir programas especiais sistematizados a partir das informações colhidas nas entrevistas realizadas durante o semestre.

Descrição da imagem: a imagem capturada na web contém a mão de uma pessoa segurando uma lupa sobre um livro.

Diretor da Escola de Cegos dialoga sobre inclusão das pessoas com deficiência

O blog publica hoje a primeira entrevista da série “pessoa com deficiência”. A entrevista, realizada no Laboratório de Rádio, é uma atividade prática da disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio, do curso de Rádio e Televisão (RTV) da UFMA

Professor das disciplinas Religião e Filosofia, radialista formado no Senac e diretor de Esportes e Eventos na Escola de Cegos, Antonio Ferreira Rocha concedeu entrevista a duas estudantes do curso de Rádio e Televisão (RTV) da UFMA.

No diálogo conduzido pelas estudantes Rebeca Botelho e Rebeca Ferreira, Rocha falou sobre os trabalhos desenvolvidos na Escola de Cegos, os desafios e as conquistas das pessoas com deficiência em São Luís e no Maranhão.

No segundo bloco da entrevista participaram também o jornalista Pablo Habibe e o estudante de RTV Samir Aranha.

Ouça o programa integral aqui

Sala de Rádio

O programa “Sala de Rádio” é um recurso didático criado pelo professor do curso de RTV, Ed Wilson Ferreira Araújo, com o objetivo de conectar os conteúdos teóricos às atividades práticas, utilizando os equipamentos disponíveis no Laboratório de Rádio.

Durante a disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio, no semestre 2018.1, os estudantes exercitam a técnica de apresentação de programa jornalístico, precedido das atividades de produção: seleção e enquadramento do tema, contato com a fonte, recepção da fonte, condução da entrevista e direção.

Em 2018.1 o tema da disciplina Produção e Direção de Programas de Rádio é “pessoa com deficiência”.

Além de Antonio Rocha, outras fontes vinculadas ao tema “pessoa com deficiência” já foram entrevistadas pelos estudantes e os arquivos de áudio serão brevemente disponibilizados neste blog.

Ao final da disciplina, os alunos vão produzir programas especiais sistematizados a partir das informações colhidas nas entrevistas realizadas durante o semestre.

Foto de Karlos Geromy / jornal O Imparcial

Descrição da imagem

Em pé, no pátio a Escola de Cegos: Antonio Rocha em primeiro plano, de camisa branca e óculos escuros; uma garota de farda usa calça azul marinho e blusa em tom azul claro; um rapaz de calça jeans e camisa azul escuro segurando uma bengala. A base da bengala está sobre o pé esquerdo dele, que está calçado com um tênis preto.

Sentadas: duas mulheres, uma de blusa branca, bermuda jeans e sandália preta; outra segura uma bolsa, mas não é possível descrever a roupa porque elas estão bem próximas, sentadas no banco de cimento embaixo de uma árvore. Em outro banco, ao fundo, um rapaz está sentado, usando calça jeans azul clara e blusa branca.