Emílio para vereador! Mais um passo!

O jornalista Emílio Azevedo – da Agência Tambor e do Jornal Vias de Fato – teve seu nome confirmado ontem (12/09), na convenção do PSB, como candidato a vereador de São Luís.

A candidatura de Emilio havia sido proposta, em meados de agosto, por uma carta aberta que contou com mais de duzentas assinaturas.

A convenção também escolheu Bira do Pindaré, como candidato a prefeito e professora da Ufma, Letícia Cardoso, como candidata a vice da chapa.

Leticia, que também é jornalista, foi uma das pessoas que assinou a carta aberta propondo o nome de Emilio como candidato.

A campanha começará oficialmente no dia 27 deste mês de setembro.

Carreata “Fora Bolsonaro” será realizada em São Luís no Dia Nacional de Lutas

Na próxima sexta-feira, 10 de julho (Dia Nacional de Lutas), centrais sindicais, partidos políticos, movimentos sociais, coletivos e estudantes vão realizar manifestações contra as medidas econômicas e a irresponsabilidade do governo Jair Bolsonaro diante da pandemia do novo coronavírus.

A carreata “Fora Bolsonaro” é convocada pela CUT (Central Única dos Trabalhadores), CSP Conlutas, CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), Força Sindical, Nova Central, CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) e UGT (União Geral dos Trabalhadores).

A concentração acontecerá a partir das 8 horas, na praça da Bíblia, em frente à sede da Fetiema (rua Senador João Pedro), onde os veículos serão paramentados com adesivos até o início do deslocamento.

Em seguida será realizada uma parada na porta do prédio do Ministério da Fazenda para um grande buzinaço contra as medidas econômicas do governo federal (Paulo Guedes), seguindo pela rua Grande, rua do Passeio e Cajazeiras, retornando à praça Deodoro, onde haverá o encerramento com um ato simbólico, sem aglomeração.

Diante da pandemia do novo coronavírus, as entidades protagonistas da carreata reivindicam a ampliação do auxílio emergencial sem redução de valor até dezembro e pela desburocratização das linhas de crédito para os micros e pequenos empresários.

“Chegou a hora de tomar as ruas contra o governo genocida de Bolsonaro! A epidemia do coronavírus se agrava a cada dia no Brasil. São mais de 1,5 milhão de infectados e mais de 65 mil mortes, sem contar as subnotificações. O Brasil deveria estar em quarentena para salvar vidas. Ao contrário de buscar soluções, o governo Bolsonaro aplicou medidas que permitiram o rompimento de contratos de trabalho, redução de direitos, demissões, sem que sequer tenha garantido uma renda digna para que todos possam enfrentar a pandemia”, explica a convocatória da carreata.

Representantes das organizações que lideram a carreata serão entrevistados nesta quinta-feira, 9 de julho, na rádio web Tambor, a partir das 11 horas, para apresentar mais detalhes sobre as motivações da carreata e os impactos do governo Jair Bolsonaro na vida dos brasileiros.

A organização do evento chama atenção para as medidas de proteção recomendadas pelas autoridades de Saúde, como o uso obrigatório de máscaras, álcool gel e do distanciamento social entre os participantes.

“Muitos vivem diante da escolha entre morrer de Covid-19 ou de fome. Bolsonaro, Mourão e o ministro da Economia, Paulo Guedes, estão preocupados em agradar banqueiros e grandes empresários. Esta situação calamitosa somente reforça a necessidade nos unirmos e irmos às ruas, respeitando as orientações de segurança, e gritarmos em uníssono #Fora Bolsonaro!”, argumentam as centrais sindicais.