Literatura e chorinho: Celso Borges lança pequenos poemas viúvos

É o primeiro lançamento presencial do mais recente trabalho de poesia do escritor maranhense. O evento terá ainda um recital com seis poetas e vai acontecer durante a apresentação do projeto Rico Choro, a partir das 17h30, no Museu Histórico

Pequenos poemas viúvos reúne 90 poemas curtos, com prefácio do poeta Samarone Marinho e texto do escritor Luís Inácio. O projeto gráfico é da poeta Adriana Araújo, responsável, ao lado de Franck Santos, pela edição da obra por meio da Olho d´Água Edições. O livro tem ainda cinco fotos-texturas (cianotipias) feitas por alunos do IFMA, sob coordenação do professor Eduardo Cordeiro. A obra está à venda desde dezembro do ano passado, mas por causa da pandemia não houve nenhum lançamento presencial.

No livro, Celso Borges inverte o sentido de perda, transformando ausência em presença. O poeta elenca, entre personagens da vida cotidiana e escritores presentes em sua formação, situações limite próximas da morte, convertendo memória em imaginação criadora, fazendo tudo virar uma doce-amarga magia.

Música e recital vão animar a noite de sábado no RicoChoro

Pequenos poemas viúvos busca, não respostas que nos confortam no cotidiano, mas criações que vão além do inevitável universo da finitude. Quando Ana Cristina Cesar atravessa a janela, Bandeira Tribuzi olha o sobrevoo do urubu ou Gregor Samsa amanhece barata, Celso Borges transcende poeticamente cada um desses atos. 

“E é aí que mora o poder transformativo do olhar do poeta sobre as perdas. Distante dessa conotação, elas adentram o fluxo da memória poética como camada necessária para transformação da morte em vida. E o que se vê é a própria reanimação da vida pela reminiscência poética”, afirma Samarone Marinho.

Celso Borges monta um mosaico inesquecível, inapagável e permanente da memória que fica, a de Dorian Gray feliz com o espelho, a da mãe de Marcel Proust que lembra das receitas de madeleines, e a de Riobaldo que demora em descobrir Diadorim, entre outras.

PEQUENOS POEMAS VIÚVOS

Livro de poemas de Celso Borges

Lançamento no Museu Histórico e Artístico

E recital de poesia com o autor e os poetas Adriana Araújo, Fernando Abreu, Lúcia Santos, Luís Inácio e Josoaldo Lima Rego.

Sábado, 17h30

Durante o projeto Rico Choro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *