Desafio Brasil x África terá futebol, música e culinária

O futebol da confraternização entre brasileiros e estudantes africanos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) será realizado dia 30 de dezembro, na sede da Assuma, no Olho d’Água, a partir das 9h da manhã.

Desde 2012 o jogo é realizado, sempre ao final do ano, com o intuito de integrar e confraternizar os brasileiros e os estudantes africanos dos programas de intercâmbio de diversos cursos da UFMA, oriundos da Nigéria, Gana, Costa do Marfim, Moçambique e outros. Já o time brasileiro é formado por alunos da UFMA e moradores do Sá Viana.

A ideia de fazer do futebol um elo entre a comunidade dos estudantes africanos e os alunos de São Luís é do trabalhador autônomo (lavador de carros) Amilton Farias Lobato, o popular “Mussolino”. Morador do bairro Sá Viana, ele formou amizade com os africanos e sugeriu o futebol para congregar os estrangeiros que passaram a morar nas proximidades do campus do Bacanga (cidade universitária).

A partida Brasil x África vem sendo realizada em diversos locais da cidade, como o campo do Cardosão (no Sá Viana) e o Aterro do Bacanga (Associação Bacurituba). Em 2019 a partida será na sede da Associação dos Servidores da UFMA (Assuma), no bairro Olho d’Água.

Veja no vídeo a entrevista do canal Bate Papo Futebol Clube, com Amilton Mussolino.

Logo que os estudantes africanos começaram a fazer intercâmbio para estudar na UFMA, Mussolilno viu no futebol uma forma de integração dos novos moradores. No princípio realizavam jogos durante o ano todo, pelo menos uma vez a cada mês, mas o ponto alto nos últimos anos tem sido a partida única que reúne as “seleções” dos dois países.

Música & feijoada

Um dos principais incentivadores da confraternização é o radialista Marcus Vinicius, que apoia o projeto desde o início. “É uma iniciativa importante e sempre demos apoio porque o futebol e a música estão na veia desses dois continentes muito ricos na cultura, no esporte e na culinária. Por isso abraçamos nossos irmãos africanos todos os anos”, declarou Vinicius.

DJ, radialista e apresentador de programas na rádio Universidade FM, Marcus Vinicius será o animador musical da festa, além de atuar como jogador na partida principal. Vinicius formará dupla com o DJ Joaquim Zion, outra importante raridade do cenário da música afro-brasileira.

Ao final da partida haverá uma feijoada. Toda a organização do evento é feita de forma coletiva, através da doação de amigos e parceiros da iniciativa. “Dá muito trabalho para organizar, mas sempre temos apoio dos amigos que nos ajudam nos momentos que mais precisamos”, declarou Mussolino.

Federação de Umbanda e Cultos Afros pede investigação sobre vandalismo em terreiro no Sá Viana

A Federação de Umbanda e Cultos Afros do Maranhão, através do presidente interino – Givanilson Santos Avelar – emitiu nota de repúdio para lamentar o ato ocorrido nas primeiras horas da manha desta segunda feira (3), que resultou na depredação do Terreiro de Matão Deus é Quem Guia, localizado no bairro Sá Viana.

“É inadmissível que, na atualidade, sejamos surpreendidos com o comportamento de pessoas intolerantes e preconceituosas em relação aos cultos afro descentes. Enquanto entidade só nos resta lamentar, denunciar e acompanhar o trabalho das autoridades competentes para que um ato criminoso como esse não fique impune”, declarou o presidente.

Registrado na Delegacia da Vila Embratel pelo pai Jorge, de pronto o caso foi  levado ao conhecimento da Secretaria de Segurança Pública, na pessoa do próprio secretário – Jefferson Portela. Bastante indignado, o secretário determinou que a Delegacia Geral adotasse todos os procedimentos cabíveis a fim de que o baderneiro seja identificado e responda pelos prejuízos materiais ocasionados.

É oportuno salientar que a Constituição prevê a liberdade de religião, e a Igreja e o Estado estão oficialmente separados, sendo o Brasil um Estado laico. A legislação brasileira proíbe qualquer tipo de intolerância religiosa, sendo a prática religiosa geralmente livre no país, cuja Lei nº 7.716/89, alterada pela Lei nº 9.459/97 considera crime a prática de discriminação ou preconceito contra religiões. Veja abaixo na íntegra a nota emitida pela entidade.

Foto: depredação no Terreiro de Matão Deus é Quem Guia / divulgação

NOTA DE REPÚDIO

A Federação de Umbanda e Cultos Afros do Maranhão – através do seu presidente interino – Givalnilson Santos Avelar – vem de público repudiar o ato de vandalismo ocorrido na madrugada de segunda feira (3), que teve como vítima o terreiro de Matão Deus é Quem Guia, localizado no bairro do Sá Viana, sob o comando do Pai Jorge.

O caso já foi denunciado às autoridades competentes e enquanto entidade estaremos de perto acompanhando a apuração e punição dos responsáveis ou responsável.

São Luís, 03 de setembro de 2018.

Givanilson Santos Avelar.