Checamos! DCE não divulgou nota de apoio a nenhum candidato à Reitoria da Ufma

O presidente do DCE (Diretório Central dos Estudantes) da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), Rafhael Silva Braga, afirmou que a entidade organizativa dos estudantes não se manifestou oficialmente sobre preferência às candidaturas de reitor ou vice-reitor.

O esclarecimento ocorre após a circulação de uma mensagem distribuída por e-mail, atribuída ao DCE, recomendando voto em dois candidatos.

Braga concedeu entrevista ao Blog do Ed Wilson e reiterou que o DCE não fez reunião para deliberar sobre indicação de voto em nenhum dos candidatos na consulta prévia que será realizada dia 26 de junho (quarta-feira).

“Eu me espantei porque dentro da diretoria do DCE nós inclusive já tínhamos fechado um posicionamento sobre a eleição que foi o seguinte: como nós compomos a Comissão Eleitoral do processo nós resolvemos nos isentar de apoiar um candidato, deixando as pessoas livres caso achem necessário apoiar alguém. Eu me espantei, mas não é a primeira vez que acontece esse tipo de e-mail. Inclusive eu tenho noção de onde vem”, explicou Braga.

O presidente do DCE disse que entrou em contato com os candidatos a reitor e vice-reitor para esclarecer a isenção da entidade estudantil no episódio.

Braga sinalizou que a iniciativa de fabricar o conteúdo falso e enviar aos eleitores da consulta prévia partiu de um grupo que tenta tomar o DCE desde 2017, liderado pelo estudante Marcony Edson Silva de Matos.

“Inclusive ele é conhecido no movimento estudantil do Maranhão e em outros fóruns como fraudador de atas e tem um histórico muito grande de movimentações parecidas”, acusou o atual presidente do DCE.

Uma rápida consulta na web revela vários episódios depreciativos relacionados à conduta de Marcony Edson, figura estigmatizada no movimento estudantil e comunitário em diversas situações conflituosas.

Em períodos eleitorais Marcony Edson opera interesses variados, a exemplo da Juventude Guerreira, vinculada a uma das campanhas de Roseana Sarney ao Governo do Maranhão.

No site da Câmara dos Deputados, o nome dele aparecia como “secretário parlamentar” do controverso Waldir Maranhão, no período de 17 de setembro de 2010 a 03 de julho de 2011. Veja em https://www.camara.leg.br/deputados/141558/pessoal-gabinete?ano=2011

Adversários de Marcony Edson questionam a sua permanência na Ufma, considerando que ele já beira os 40 anos de idade mas segue “líder estudantil”. A longa jornada na Universidade teria, entre outros objetivos, a constante disputa das instâncias organizativas estudantis para finalidades não republicanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *