Deputados bolsonaristas do Maranhão podem mudar de ideia sobre a PEC do voto impresso

Dois parlamentares do Maranhão – Marreca Filho (Patriota) e Edilazio Junior (PSD) – contrariaram os interesses do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta quinta-feira (5), na votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 135/19, que torna obrigatório o voto impresso auditável.

Marreca Filho é um dos vice-líderes do governo na Câmara.

Por 23 votos a 11, a comissão especial rejeitou o substitutivo apresentado pelo relator Filipe Barros (PSL-PR).

O projeto é de autoria de uma das bolsonaristas mais fanáticas: a deputada Bia Kicis (PSL-DF).

A votação é uma derrota para o bolsonarismo, que vem pregando a adoção do voto impresso sob alegação de que a urna eletrônica é insegura, embora não apresente nenhuma prova de irregularidades no atual sistema de votação.

Vai e vem

O posicionamento dos parlamentares do Maranhão pode ser apenas um gesto de barganha, visto que a PEC do Voto Impresso ainda vai tramitar, inclusive com outro parecer colocado à apreciação da comissão especial, podendo ir ao plenário.

Alguns parlamentares viciados no pragmatismo costumam fazer certas manobras. Aparentemente são contra um determinado tema ainda não apreciado em definitivo apenas para pressionar o governo por cargos ou favores.

Como sabem que o tema é polêmico e deve gerar muitas negociações, Edilazio Junior (PSD) e Marreca Filho (Patriota) se posicionaram contra agora, mas podem mudar depois.

Veja como votaram os parlamentares na PEC do Voto Impresso

Contra (23 votos):

Geninho Zuliani (DEM-SP)

Kim Kataguiri (DEM-SP)

Raul Henry (MDB-PE)

Valtenir Pereira (MDB-MT)

Júnior Mano (PL-CE)

Márci Alvino (PL-SP)

Edilazio Junior (PSD-MA)

Fábio Trad (PSD-MS)

Rodrigo Maia

Tereza Nelma (PSDB_AL)

Paulo Ramos (PDT-RJ)

Perpétua Almeida (PCdoB-AC)

Marreca Filho (Patriota-MA)

Orlando Silva (PCdoB-SP)

Israel Batista (PV-DF)

Bosco Saraiva (SOLIDARIEDADE-AM)

Arlindo Chinaglia (PT-SP)

Carlos Veras (PT-PE)

Odair Cunha (PT-MG)

Aliel Machado (PSB-PR)

Milton Coelho (PSB-PE)

Fernanda Melchionna (PSOL-RS)

Paulo Ganime (Novo-RJ)

A favor (11 votos):

Evair de Melo (PP-ES)

Guilherme Derite (PP-SP)

Pinheirinho (PP-MG)

Bia Kicis (PSL-DF)

Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)

Filipe Barros (PSL-PR)

Aroldo Martins (REPUBLICANOS-PR)

Marco Feliciano (REPUBLICANOS-SP)

Paulo Martins (PSC-PR)

Paulo Bengtson (PTB-PA)

José Medeiros (PODE-MT)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.