Agência Tambor promoverá debate sobre comunicação e política, dia 12 set, na UFMA

A Agência Tambor estará promovendo um debate com o tema “Comunicação, democracia e desigualdade social”. O evento ocorrerá no dia 12 de setembro, às 18h, no Auditório Central da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e contará com o apoio de várias organizações, entre elas a Apruma (Associação dos Professores da UFMA), seção do Andes (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior).

A mesa de debate terá a participação de Cristiane Furtado, comunicadora popular do Rio de Janeiro, ativista lésbica e feminista, uma das editoras da Revista Brejeiras. Sua formação passa pelo Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), referência no Brasil na área de comunicação popular e sindical. Atualmente, Cristiane está desenvolvendo uma pesquisa, para um doutorado, sobre a história do feminismo na imprensa carioca.

Participarão também da mesa mais dois debatedores: Rosa Gregório, quebradeira de coco babaçu, ligada ao Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) e à articulação da Teia de Povos e Comunidades Tradicionais do Maranhão; e Lyndon de Araújo Santos, pastor evangélico, historiador e professor da UFMA.

Rosa participou como palestrante, em 2017, do I Seminário Comunicação e Poder no Maranhão, evento que deu origem à Agência Tambor. E Lyndon Santos é um dos articuladores do Papo de Crente, programa semanal da Rádio Tambor, idealizado para cumprir uma função educativa. Com mestrado e doutorado na área de História, Lyndon é autor de vários livros, entre eles “As outras faces do sagrado: protestantismo e cultura na Primeira República brasileira”.

A mediação do debate será de Gerlane Pimenta, secretária de Imprensa e Comunicação do Sindicato dos Bancários do Maranhão, que também comanda um programa na Rádio Tambor, o Na Boca do Caixa.

A Agência Tambor é uma ação de apoio à comunicação livre, alternativa, popular e comunitária, que tem como carro chefe uma Rádio Web (instalada no site agenciatambor.net.br) onde convergem áudios, textos e imagens. Trata-se de um projeto executado no Maranhão, estado brasileiro com a maior concentração midiática do país, marcado por uma estrutura oligárquica secular. Uma estrutura conservadora, que se sustenta também na comunicação.

A Tambor é parte de um processo e nasce de uma articulação que envolve militantes dos diretos humanos, movimento de rádios comunitárias, Jornal Vias de Fato, sindicatos de esquerda, cristãos progressistas, grupos de estudo, professores, artistas, blogs e diferentes organizações populares, incluindo os povos e comunidades tradicionais.   Além da Apruma, cerca de 40 organizações estarão apoiando este evento. Em breve, a Agência Tambor estará divulgando a lista de apoiadores. A entrada é franca e, para os estudantes que tiverem interesse, haverá certificado. A inscrição pode ser feita no site agenciatambor.net.br (basta ir no menu e clicar em inscrições). Qualquer dúvida os contatos são: (98) 98408-8580 e (98) 98405-6689.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *