Marielle Vive: programas de rádio abordam violência, resistência e a participação da mulher na literatura e no movimento sindical

Os estudantes da disciplina Produção e Direção de Rádio concluíram o primeiro semestre de 2019 apresentando ao vivo uma série de quatro programas especiais com temas relacionados à vida e militância da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada em 14 de março de 2018, no Rio de Janeiro.

Kaio Lima, Vivian Nunes, a escritora Milena Carvalho e Janilton Silva

Ao longo da disciplina os alunos fizeram o trabalho de produção organizado em quatro temas:

1 – Serviço Social e os direitos da mulher (ouça aqui)

2 – Violência contra a mulher (ouça aqui)

3 – A mulher na literatura (ouça aqui)

4 – A mulher no movimento sindical

Marileide Lima, Daniel Teixeira, escritora Mary Ferreira
e Valdo Tavares. Em pé: Saylon Sousa

Para cada tema a produção dos programas escalou uma especialista convidada para entrevista ao vivo, respectivamente: as professoras da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) Marly Dias (Departamento de Serviço Social) e Mary Ferreira (Departamento de Biblioteconomia); a escritora Milena Carvalho e a diretora do Sindicato dos Bancários Gerlane Pimenta.

Geovane Camargo, Livia Lima, professora Marly Dias e Bárbara Liz

O objetivo dos programas é manter acesa a chama do legado de Marielle Franco para a defesa dos direitos da mulher, assegurando visibilidade aos assuntos fundamentais diretamente relacionados ao combate à violência, legislação protetiva, atuação feminina em áreas como literatura e nas lutas e espaços de resistência, a exemplo do movimento sindical.

Beatriz Benetti e a dirigente do Sindicato dos Bancários Gerlane Pimenta

As apresentações aconteceram dias 21 e 28 de junho de 2019, com transmissão ao vivo pelo Facebook e gravação em áudio. Todos os programas foram produzidos como atividade prática da Sala de Rádio, recurso didático idealizado e coordenado pelo professor Ed Wilson Araújo para proporcionar experimentos teórico-práticos aos estudantes, com trabalhos técnicos do radialista e pesquisador Saylon Sousa.

Participaram da série Marielle Vive alunos e alunas da turma de Produção e Direção de Programa de Rádio, formada por Bárbara Liz, Daniel Teixeira, Geovane Camargo, Janilton Silva, Kaio Lima, Livia Lima, Beatriz Benetti, Marileide Lima, Valdo Tavares e Vivian Nunes.

Um comentário em “Marielle Vive: programas de rádio abordam violência, resistência e a participação da mulher na literatura e no movimento sindical”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *